8 de abril de 2013

E porque a Segunda-feira me deixa pior que estragada... | And because Monday makes me worse than "rotten"...

Não gosto de brócolos, de queijo de cabra, que acelerem quando os estou a ultrapassar, de falar ao telefone, de chico-espertismo, que vivamos sobre o sacrifício animal, de pessoas irritadas, de pessoas irritantes, de café, de vinho, de cerveja, de conversas interrompidas, que falem por cima de mim, de calças de ganga, de dormir de peúgas, de música baiana, de Quim Barreiros, do "Apita ao Comboio", de autocarros, de campismo, de ostentação, que o J. me mexa nas unhas, de andar de mão dada, de conversas "fofinhas" depois de fazer amor, que me tratem por "querida", "amor" ou "linda", que me olhem de lado, de hipocrisia, de mentiras, de falsos amigos, de ares condicionados, do barulho de aparelhos eléctricos, de motrizadas, de perfumes enjoativos, do choro de crianças em aviões, da ignorância intencional, de pessoas que nem sequer se esforçam, de chocolate negro, do cheiro do queijo da serra, de perder, de ficar doente, de hospitais, de correr, de esperar, de perder tempo, de perder o controlo, que tentem comandar a minha vida, de conversas de circunstância, de ir no banco do "pendura", que me contrariem quando tenho razão, de pessoas que sabem demais, de pessoas que querem saber demais, de vizinhos cuscos, de bêbedos, de indigentes, de mexer em dinheiro, de fazer cafuné, de ficar retida no trânsito, de acordar cedo, de acordar tarde, de vinagre, de Sabados à noite em casa, de rodeios, de rodeos, de touradas, de circos, de jardins zoológicos, de mal tratos a animais, do abandono na terceira idade, de pessoas demasiado sérias, de batota, que não respondam ao meu "bom dia", de reuniões, de segundas-feiras, de ciganos romenos, de corrupção, de jogos de poder, de ter medo, de vendedores de "banha da cobra", de pedantes, de títulos honoríficos, do cheiro de suor, de areia colada ao corpo, de tocar em maçanetas de portas de locais públicos, de desculpas esfarrapadas, de pessoas que não pedem desculpa, de caça, de acender a luz quando ainda há luz do sol, de saunas, de sotaques acentuados, de arrumadores de carros, de desorganização, de depilar as sobrancelhas, de baratas, de centopeias, de bichas-cadela, do cheiro de tabaco, de passar a ferro, de dormir em camas por fazer, de ter tiques nervosos, de ser assediada por pessoas à porta de lojas, de futebol, de falta de originalidade, da falta de formação cívica, de chuva, de pessoas lentas, do cheiro de vinhadalho, de U2, da rotina, de frases feitas, de claustrofobias, de falar "para o boneco", de roupa com borbotos, de me secar depois do banho, de livros de auto-ajuda, de gurus de espécie alguma, de GPSs, de não ter 100% de audição, que me tratem pelo meu primeiro nome, de pessoas que fazem as rotundas pelo lado de fora, de insinuações, de trabalhar por objectivos, de marcas de base na roupa e de promessas de amor eterno.

I don’t like broccoli, goat’s cheese, someone speeding up when I’m overcoming him/her, talking on the phone, living upon animal sacrifice, irritated people, irritating people, coffee, wine, beer, interrupted conversations, someone talking over me, jeans, sleeping with socks, Bahia music, Quim Barreiros, "Apita o Comboio", buses, camping, ostentation, J . stirring my nails, walking hand in hand, fluffy talk after making love, someone treating me as "dear", "love" or "beautiful", someone looking at me sideways, hypocrisy, lies, phonies, air conditioners, the noise from electrical appliances, motor assisted bicycles, cloying perfumes, crying children on airplanes, willful ignorance, people who do not even strive, dark chocolate, the smell of mountain cheese, losing, getting sick, hospitals, running, waiting, wasting time, losing control, someone trying to control my life, small talk, sitting on the side of the driver, someone contradicting me when I’m right, people knowing too much, people wanting to know to much, curious neighbors, drunk people, touching money, caressing, being retained in traffic, waking up early, waking up late, vinegar, Saturday evenings at home, subterfuges, rodeos, bullfights, circuses, zoos, mistreating to animals, abandonment of the elderly, too serious people, cheating, the ones who don’t respond to my "good morning", meetings, Mondays, Romanian gypsies, corruption, games of power, being afraid, pedants, honorary degrees, the smell of sweat, sand glued to the body, touching doorknobs in public places, lame excuses, people who do not apologize, hunting, turn on the light when there is sunlight, saunas, sharp accents, disorganization, plucking the eyebrows, cockroaches, centipedes, earwigs, the smell of tobacco, ironing, sleeping in beds that weren’t previously made, having tics, being harassed by people on the door of shops, football, lack of originality, lack of civic, rain, slow people, the smell of wine garlic marinade, U2, the routine, cliché sentences, claustrophobia, talking to the backside , clothes with fluffs, drying after bathing, self-help books, any kind of gurus, GPSs, not having 100% of hearing ability, be treated by my first name, people who make roundabouts on the outside, insinuations, working for goals, foundation stains on clothes and eternal love promises.

46 comentários:

  1. Ahah também não gosto de grande parte dessas coisas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pena que não tenhas partilhado, S., fico sem saber de quais.

      Eliminar
  2. Hmmm... Uma boa semana para ti... Não...?! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já passou a segunda-feira, Raquel, e esse costuma ser o quinta da semana pior. :-P

      Eliminar
  3. E porque também para além de te conhecermos mais um pouco este post faz com que façamos uma pequena introspecção acerca dos nossos não-gostos. Algumas são iguais outras consigo tolerar outras são o contrário. Somos todos diferentes e ainda bem. Quando aparece alguém igual, ou a fazer-se de igual, na maioria das vezes perde o interesse.
    O campismo é tão bom :) claro está num local adequado e não nesses bairros de tendas roulottes atrelados...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos lá a ver, Diogo. Realmente eu generalizei com "não gosto de campismo"; mas se for para jantar debaixo dos pinheiros, dormir com o barulho do mar a apenas alguns metros, acordar com aquela brisa, e ir à padaria a apenas 100m comprar pão fresco.... hummm, essa parte é deliciosa. O meu irmão é campista, tem caravana e avançado, e nos meus tempos de solteira costumava pernoitar por lá algumas vezes. A pior parte, a que me faz dizer que não gosto, é o banho. Arrepia-me a ideia. Não gosto de balneários públicos. E a parte de lavar a louça naqueles espaços comunitários... uiii, disso também fujo. Está bom assim? ;-)

      Eliminar
    2. Um pouco. Mas creio que ainda não sentiste o campismo verdadeiramente. Campismo será em parques que ainda têm essa cultura ou então fora deles.
      Voltando ao post mais concretamente ao título, p que te faz não gostar da segunda-feira é o teu trabalho, caso contrário gírias adorá-la.

      Eliminar
    3. Ñ te tiro a razão, Diogo, pois realmente antes não tinha nada contra o primeiro dia (in)útilda semana. :-( Why is that?

      Eliminar
  4. Que mau feitio matinal :D Assim de repente identifico no teu post umas 20 coisas que adoro (muitas são alimentares, vá)! É por isso que o Mundo não tomba :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Ana Avião, da outra vez éramos quase irmãs gémeas e agora... nada? :-D

      Eliminar
    2. Nao gostas de queijo de cabra nem de café, ja para nao falar em U2... Nada feito, so se formos primas afastadas e em 4* grau! :))

      Eliminar
    3. Só tens de ficar contente, Ana. Se um dia jantarmos juntas, deixo-te as entradas (um queijinho de cabra) e ainda te ofereço o meu café no final. ;-)

      Eliminar
  5. É só para dizer que adoro brócolos! :p
    Volto cá amanhã! ;)))

    THE GLITTER SIDE

    ResponderEliminar
  6. Não gosto da maior parte das mesmas coisas que tu lol mas gosto de queijo de cabra!! acho que só não gosto daquele que tem bolor..só de olhar pa ele perco logo a vontade de comer o que quer que seja!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso até como queijo de cabra quando misturado com outros alimentos, mas não aprecio e sinto sempre que estraga o resto da comida quando lá está.

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Nem por isso... Foi apenas uma brincadeira para reunir um sem número de coisas de que não gosto. Mas todos nós temos coisas de que não gostamos todos os dias, certo?

      Eliminar
  8. Eu partilho de diversos "não gostos" que tu mencionaste... só não posso concordar MESMO com o queijo da serra... A-DO-RO :$

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca percebi como conseguem comer aquilo. Dissociam do cheiro? Capacidade impressionante.

      Eliminar
  9. Marcas de base na roupa é um pavor, mas ainda pior é base que não bate com o tom de pele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A cor da base podes controlar, mas as marcas que deixam na roupa... essas proliferam sem que dês por ela. :-S

      Eliminar
  10. Isso é porque não conheces o arrumador de carros da Infante D. Henrique (tenho de precisar porque aqui há vários). É uma jóia de moço!:p
    Ainda não encontraste o arrumador certo (eu demorei anos :D), é o que é.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Digamos também que eu parto logo do pressuposto que não gosto. :-P
      Ainda por cima quando se põe a dar instrucções de parqueamento... uiii, é bom que fujam, que eu fico com vontade de lhes dar um toquezinho nas canelas. (Sou mazinha. Sim, eu sei.)

      Eliminar
  11. É tão giro conhecer um bocadinho mais :)

    (Café, vinho, cerveja, queijo cabra, chocolate negro, a sériiio? Adoro tudo! xD)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sério, Cat. E de todos, só o vinho me deixa com pena. Gostava de gostar de vinho. Juro. Fico sempre cheia de inveja numa mesa cheia de conhecedores. Fico a sentir-me menos inteligente do que eles e tudo... :-S

      Eliminar
  12. Achei uma piada enorme ao facto de não gostares do "apita o comboio", porque eu também não o suporto, simplesmente porque uma vez na festinha aki da rua decidiram tocar isso ás oito da manhã de um sábado bem alto, e eu tinha uma coluna gigante mesmo em frente á minha janela... Acordei com um mau humor...


    Bjxxx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não tenho nenhum episódio traumático associado, mas fico arrepiada com o mau gosto e a coreografia de grupo. É de fugir.

      Eliminar
  13. ok, não gostas de tourada, não gostas de U2... nunca mais aqui venho!
    mas como ao que parece, ouves mal, e como eu estou quase a ficar surdo (otoescleros), e percebo o sofrimento (não sabendo se é o teu caso), afinal vou continuar a vir aqui. e pronto, porque também não gostas de cheiro a tabaco, pressuponho que também não gostes de tabaco, e mais uma vez estou contigo! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu não me digas que és aficionado de touradas, Mustache. Quando começares a ler as minhas opiniões acerca desse "espectáculo" (degradante), desconfio que nunca mais cá vens. :-P

      Eliminar
    2. Sim, sou bastante aficionado. Ao ponto de ir a Espanha para ver touradas. Não terei problemas nenhuns em discutir sobre o assunto com quem quer que seja, mas uma coisa é certa. podemos estar um dia inteiro a debater o assunto, que no final eu vou continuar a gostar e tu vais continuar a odiar.. :) tão certo como o degelo dos pólos! :D

      Eliminar
  14. Respostas
    1. Mas não disseste quais, Cláudia. Fiquei curiosa...

      Eliminar
  15. Concordo em muita coisa, sim senhora. Agora não gostares de GPS?!!! Não há direito! É pá, é um dos meus melhores amigos! Até lhe dediquei um post, há uns mesitos atrás ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu costumo gabar-me que, para gaja, tenho um bom sentido de orientação. Gosto muito de ler mapas, e acho sempre que o GPS atrapalha mais do que ajuda.Vivemos séculos sem ele, e sempre chegamos a todo o lado sem ter uma fulana de sotaque duvidoso a dar-nos ordens / instrucções. ;-)

      Eliminar
  16. tb odeio as segundas-feiras mas ultimamente odeio ainda mais os domingos a tarde, porque são vésperas desse dia fatídico.

    Olha, usei teu post sobre tela branca como mote para escrever algo sobre isso lá no meu blog (desculpa só avisei agora, nao me lembrei antes :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conheço ene gente que não gosta dos Domingos. Mas coitados... Que culpa têm de procederem o fatídico dia de Segunda-feira? Eu cá gosto de os aproveitar até ao fim. Como costumo dizer, só me lembro de quem sou e de que tenho de ir trabalhar quando o despertador toca às 6h40. :-D

      Inspirei-te com a tela branca? Olha que coisa boa. Vou já lá espreitar. ;-)

      Eliminar
  17. DETESTO as segundas-feiras; aliás, domingos à noite já começam a causar uma sensação de ESTÁ-QUASE-A-TERMINAR-A-VIDINHA-BOA!!!

    beijocas,
    Sapatinho
    http://modanosapatinho.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais alguém contra os Domingos? Aproveita-o até ao tutano. Ainda é dia de gozar... ;-)

      Eliminar
  18. Adoro estes teus posts, mas perco-me ao comentá-los...Mas estou contigo na dos gurus, no vinho, na falta de formação cívica, na hipocrisia, nos falsos amigos... e muitas outras coisas.... Mas gosto de brócolos, de queijo da Serra, de cerveja!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não gosto de bróculos, mas não os ponho na beira do prato se mos forem servidos. Queijo da serra, só ao longe. Cerveja? Para cozinhar. Uso muitas vezes. :-P

      Eliminar
  19. Tu tens muitas semelhanças comigo aha, és uma excelente pessoa então!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lolol... Isso dito por ti é um bocado tendencioso e suspeito, não? :-P

      Eliminar