7 de abril de 2013

O meu mais recente passatempo: "árvore em bandeja" | My most recent hobby: "planting in a tray"

Dizer que as mulheres gostam de receber flores é um cliché; trata-se de uma ideia generalizada, que por vezes não encontra contextualização junto de alguns elementos do sexo feminino. Considerem-me como exemplo. Particularmente sempre preferi que me levassem a passear a um jardim, do que me oferecessem um grande ramo de rosas. Por isso, a cada Domingo de Ramos, a mãe da minha afilhada excede-se em criatividade para me surpreender, cumprindo com a tradição em concomitância. Foi assim que este ano recebi algo que há muito me gerava curiosidade, e sobre o qual queria aprender o que me fosse permitido: um bonsai.

Entretanto descobri que grandes superfícies como o Max Mat, o Bricomarché e o Continente há muito deixaram de ter artigos próprios, pois a “moda já passou” (eu cá adoro o retro-chic).

Tenho dedicado algum tempo à leitura de artigos que nos ensinam a cuidar destas pequenas árvores em bandeja cuja origem é, afinal, chinesa (pois há registos de cultivo de plantas envasadas -- conhecidas por Penjing -- no país mais populoso do mundo já por volta do ano 200 d.c.), e não japonesa, como todos anunciam.

Por ora parece que estou a fazer tudo comme il faut, e até já desenvolvi carinho por aquele pequeno ser vivo. Espero estar à altura da minuciosa e paciente tarefa, e quero oferecer-lhe uma longa e próspera vida.

Se desse lado houver entendidos, dicas serão bem-vindas.


Saying that women like to be given flowers is a cliché; it is a widespread thought that sometimes doesn’t fit some of female elements contexts. Take me for example. I’ve always preferred to be taken for a walk in a garden, than to receive a big bouquet of roses. So every Easter Sunday, the mother of my goddaughter exceeds herself in creativity in order to amaze me, fulfilling the tradition simultaneously. So this year I received something that made me curious for a long time, and about what I wanted to learn everything I was allowed to: a bonsai.

Meanwhile I found out that big commercial establishments have long ceased to have proper articles, once that’s not fashion these days (but I love retro-chic).

I've been spending some time reading articles that teach how to take care of these small trees in a tray, which origin is, after all, Chinese (as there are records of cultivated potted plants -- known as Penjing -- in the most populous country in the world around the year of 200 AD), and not Japanese, like everyone thinks.

For now it seems I'm doing everything properly, and I even developed affection for the little living being. I hope to be up to the meticulous and patient task, and I want to offer the tree a long and prosperous life.

If you are experts on this matter, tips are welcome.

24 comentários:

  1. Gosto muito de qualquer tipo de planta, mas adoro cactos ou qualquer tipo de suculenta. Tenho alguns jarros que são o meu orgulho, mas nunca arrisquei adquirir um bonsai,por receio que ele me morra num instante. Que árvore é essa?....À distância parece uma oliveira...
    Se és paciente , e como já vi não te cansas de aprender, o bonsai vai ter por certo vida longa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta árvore é realmente um bonsai: o meu bonsai. Já me disseram que porque os seus troncos são estreitinhos, significa que é "bebé". Terei de ser eu a arquitectar o seu crescimento. :-) Paciência? É qualidade que não me assiste. Mas vontade de aprender, tenho sempre muita. Pode ser que me safe. ;-)

      Eliminar
  2. Again, identifico-me. Receber flores não é algo que me apraz.

    Gostava de te ajudar mas, infelizmente, nunca tive muito jeito para a sobrevivência dessa espécie (vergonha!!!).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vamos a ver quantas mais se acusam de não gostar. ;-)

      Eliminar
  3. Eu adoro receber flores, ter flores no jardim, mas dentro de casa não. Claro que não estou a falar de flores numa jarra.
    Acho o bonsai uma árvore delicada e lindíssima, tentei anos seguidos ter uma e olha que não sobrou nenhuma para contar a história.
    Ao fim de 2/3 anos a secarem sistematicamente, desisti de ter um em casa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, Vivi, espero que não seja mau prenúncio. Como tive oportunidade de dizer, até já me afeiçoei a ele. :-)

      Eliminar
    2. Eu sempre gostei imenso delas e tenho um filho completamente apaixonado pelas minúsculas árvores.
      Sempre que secava uma lá ia eu comprar outra.
      Comprei livros, informei-me, pedi ajuda, mas nunca tivemos sorte.
      Espero que contigo corra bem.

      Eliminar
    3. Mesmo com tanta literatura... nada? Estou a ficar assustada. :-S

      Eliminar
  4. Eu gostava muito de ter uma planta dessas :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então aventura-te e vamos aprender juntas. :-)

      Eliminar
  5. Isso é tipo bonsai?
    Eu gosto de receber flores :$

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começo a ficar com problemas de personalidade de bonsai. Porque será que todos perguntaram se "isto" era um bonsai? É sim. O meu.

      Eliminar
  6. Olha a única coisa que sei é que são adoráveis e que se tem de falar com elas. À séria.Tinha um amigo que passava horas nisso.....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falar com os meus cães, falo. Agora com árvores... ainda ñ experimentei. Vou levar em consideração, thanx.

      Eliminar
  7. Pois, de bonsais não percebo nada. Estou a pensar é, caso o tempo continue merdoso, cultivar cogumelos nas virilhas, como fiz hoje todo o dia. lool

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Demasiado gráfico, Almocreve. Até porque eu adoro cogumelos e quero pode continuar a comê-los. :-P

      Eliminar
  8. Adorava ter um, a tua afilhada é uma querida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a afilhada mais querida e linda do mundo. :-D

      Eliminar
  9. Eu gosto de receber flores se for um acto espontâneo. Não gosto daquele "pega lá um ramo porque fazes anos/é o dia da mulher/é o dia dos namorados".

    Quanto a bonsais... Adoro, mas nunca tive nenhum... Que tinha a maior pancada era mesmo o meu irmão, mas acho que lhe passou há uns anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não me faço de rogada quando recebo flores. Mas a verdade é que acho sempre um desperdício, por morrerem rapidamente. Eu não gosto de bens perecíveis. ;-)

      Eliminar
  10. Adoro bonsais! Mantém-nos a par da experiência, sff!

    ResponderEliminar
  11. As minhas experiências com bonsais não foi das melhores, infelizmente...
    Vai contando como corre!

    ResponderEliminar
  12. Já somos duas, receber flores também não é o meu forte.
    Rosas então, até me passo.

    Adoro flores diferentes e portanto, as exóticas estão no topo da lista =)
    Mas também prefiro ir passear ao jardim =)

    Ui, boa sorte a tratar disso.
    Eu nem me meto nessas coisas, pois nem com malaguetas me safo lol

    Beijocas

    ResponderEliminar
  13. Não sou a pessoa indicada para te ajudar, nas minhas mãos as plantas morrem todas :(

    ResponderEliminar