5 de março de 2013

Às cegas: a experiência | Blindly: the experience


Primeiro senti calafrios de ansiedade. Depois tremores de curiosidade. A seguir uma esfusiante vibração de desassossego. Ainda alguns arrepios de medo. A adrenalina… Não voltei atrás. Estava decidida a deixar que o desconhecido me invadisse, me usasse a seu bel-prazer. Queria sentir o inebriante gozo da novidade, conhecer pelo toque e pelo cheiro os que comigo partilhavam da experiência. Queria. E ao mesmo tempo temia.

Assim, sem tabus ou preconceitos.


Primeiro falaram comigo, pediram que eu confiasse. E eu confiei. Mas também percebi que nada estaria sob o meu controle, que teria de deixar-me levar por todas aquelas mãos a todos os lugares onde queriam que eu fosse. E eu não sabia onde ia.

Colocaram-me a venda, e eu fui. Guiaram-me por sons, deixaram-me tocar em que estava à minha frente. Fui, pé ante pé, reconhecendo o lugar sob todos os outros sentidos, mas completamente cega, às escuras. Tocavam-me se eu desse um passo em falso, mas deixaram-me descobrir por mim. Não sei de que cor eram as paredes, mas senti a sua textura, os cheiros que lhe estavam impregnados. Queriam que eu me embriagasse sofregamente nos meus sentidos. E de êxtase, perdi-me..

Ouvi risinhos tímidos e nervosos, e percebi que não estava sozinha. Mais alguém, gente, muita gente, também dançava ao acorde dos sentidos, cheirando, tocando, escutando, saboreando. Os minutos foram correndo sobre o relógio, correndo sobre os nossos ombros, massajando os nossos arrepios. Libertá-mo nos, gozámos da liberdade de não ver, nem ser vistos.

No fim de contas, correu tudo bem, e a experiência foi sensorialmente entusiasmante. Se nunca experimentaram, façam o vosso próprio Jantar às Cegas.

16 comentários:

  1. jantar às cegas... eu a pensar que era uma história louca de sexo, e pimba, espetas-me com o jantar às cegas no fim! não se faz :P

    *ainda bem que gostaste!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh Pastora, então tu achas que eu vinha para aqui contar essas coisas? :-P

      Eliminar
  2. Se for no tempo da lagarta da couve, deve ficar delicioso. xD

    P.S. Olha descobri agora um comentário teu atirado para spam. De vez em quando isto acontece, sem explicação... resta-me pedir desculpa pelos asnos do Blogger. :/

    ResponderEliminar
  3. Respostas
    1. Sim, vale pela experiência, mas não fiquei com vontade de repetir em breve.

      Eliminar
  4. hehe estávamos por aqui todos a pensar noutra coisa :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas que tipo de leitores tenho eu aqui no blog? :-D

      Eliminar
  5. Gostei do texto! Gostava de experimentar jantar às cegas um dia :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Experimenta. Devemos fazer sempre uma coisa pelo menos uma vez na vida.

      Eliminar
  6. Deve ter sido uma experiência fabulosa!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, S*, acima de tudo diferente. Foi gira, mas não daquelas que ficas com vontade de voltar amanhã para repetir.

      Eliminar
  7. Gostava de experimentar, deve ser uma experiência gira!


    R: Obrigada pela sugestão do livro! Quanto à máscara de pestanas, vou experimentar! :)

    ResponderEliminar